Discurso direto
“Centro Comercial”
Por Nuno Dempster

Irreconciliável shopping no campo,
de parques subterrâneos esgotados
e de luzes que atraem
borboletas nocturnas como gente.

O destinode se ir de loja em loja
e milhares de corpos que se cruzam
nas escadas rolantes,
vigiados por câmaras e guardas insolentes.

Dia artificial dentro da noite,
em que tremem de frio
a oliveira, o Coelho bravo
e o arrumador de carros viciado.

Deixe um Comentário

*