Exposição
Dennis Hopper, O Mito Sobrevive
Fotografias de Dennis Hopper

Um ano após a morte de Dennis Hopper (1936 – 2010), a FNAC, em parceria com a TASCHEN, recorda o carisma e o talento do realizador de Easy Rider (1969) numa exposição que dá a conhecer a sua faceta de fotógrafo aclamado e que evoca alguns dos grandes momentos da sua carreira de actor ao lado de Natalie Wood, James Dean e Elizabeth Taylor.

Ao longo da década de sessenta, Dennis Hopper não dispensava a companhia da sua máquina fotográfica e utilizava-a em toda e qualquer situação. Não é, portanto, de estranhar que esta exposição testemunhe o bulício e o movimento das auto-estradas de Los Angeles e das ruas de Nova Iorque, ao mesmo tempo que recorda toda uma geração de artistas incontornáveis como Andy Warhol, Ed Ruscha e Jasper Johns. Mas não se fica por aqui. Dennis Hopper, pintor, escultor e poeta, documentou também momentos históricos como, por exemplo, um dos discursos de Martin Luther King, sem nunca menosprezar outros objetos estéticos de enorme valor como as formas generosas de Jane Fonda, o rosto de Paul Newman ou o seu auto-retrato.

Dennis Hopper, natural do estado do Kansas, morreu em sua casa, em Los Angeles, na manhã de 29 de Maio de 2010, aos 74 anos de idade. Com a sua morte, desapareceu também um pouco da magnificência de Hollywood.

As fotografias que compõem esta exposição são parte integrante do livro Dennis Hopper: Photographs 1961-1967, TASCHEN.

 

Deixe um Comentário

1 Comentários
  • How great, Dennis. And you pyeald my favorite luthier made guitar for the movie! You always pyeald so well I thought you should be more famous, and now you are!

*