Discurso direto
Felizmente, o computador.
Rui Cardoso Martins

Felizmente, o computador. Se fosse à mão, esta frase teria a letra de um miúdo aterrorizado num exame do secundário.
Composição:
“O Prazer da Leitura”. Utiliza a sintaxe e as orações que te parecem mais ricas, as imagens e os conteúdos de acordo com o tema dado. Avaliação 30 pontos.
Belo paradoxo da literatura que vale a pena (não é o caso destas linhas) : o prazer da leitura é o quadrado do inverso do que alguém sofreu a escrever a leitura. Tento ler isto com prazer, é fraco. Mas leiam bons livros, são a melhor medida do amor, do riso, da força e da fraqueza da humanidade.
Não há coisa melhor no mundo do que o prazer da leitura (embora me lembre de uma ou outra).

Deixe um Comentário

*