Julio Bittencourt
Brasil

O fotógrafo Julio Bittencourt nasceu na cidade de Brasília em 1980. Passou a infância em São Paulo e a adolescência em Nova Iorque. De volta ao Brasil, trabalhou no jornal “Valor Econômico” de 2000 a 2002 e de 2004 a 2006, onde desempenhou diversas funções: fotógrafo, coordenador e editor-assistente de fotografia. Durante esses anos trabalhou também no grupo Soico, de Moçambique, e na produtora de fotografias Cia de Foto, do Brasil.

Desde o início da sua carreira tem se dedicado sobretudo à fotografia de arte e à produção de ensaios fotográficos. Trabalho cujo mérito tem sido reconhecido por diversos prémios nacionais e internacionais:
- Oskar Barnack Prize 2007 (Leica Camera AG, Alemanha);
- Aperture Portfolio Pick 2007 (Aperture Foundation, EUA);
- Prémio New Holland Fotojornalismo 2007 (New Holland, Brasil e Argentina);
- Prémio FCW de Arte 2006 (Fundação Conrado Wessel de Arte, Brasil).

Algumas das suas imagens já foram publicadas em jornais e revistas como, EI8HT Magazine (Inglaterra), Le Figaro Magazine (França), Stern Magazine (Alemanha), Aperture Magazine (EUA), Esquire (Rússia), Vision Magazine (China), National Geographic (EUA), The British Journal of Photography, entre outras.

Das suas séries fotográficas destacam-se “Numa Janela do Edifício Prestes Maia, 911”, premiada pela Leica, Aperture Foundation e Fundação Conrado Wessel de Arte, bem como, outras duas em produção: “Sangue do meu sangue”, uma série de retratos de sua própria família que pretende expressar a miscigenação da sociedade brasileira; e ‘A Rota do Álcool’, projecto que procura traçar a rota do álcool combustível no Brasil.

Já participou em diversas exposições individuais e colectivas. Por exemplo, já esteve presente no Rencontres d’Arles (França), Cicero Galerie (Berlim, Alemanha), Point of View Gallery (Nova Iorque, EUA), Museo Nacional de Artes Visuales (Montevideo, Uruguai) e Leica Art Gallery.

Deixe um Comentário

*