Exposição
LAB.65: COLECTIVO FOTOGRÁFICO

A presente exposição vem dar a conhecer em simultâneo o trabalho de 22 fotógrafos/artistas portugueses contemporâneos, todos eles reconhecidos e premiados – em alguns casos, pelo prémio Novo Talento Fnac Fotografia -, e o novo projecto da Lab.65, entidade responsável pela selecção e edição das obras fotográficas em mostra. Este é um projecto que visa o reconhecimento de um conjunto diverso de imagens de notável qualidade artística e que procura também ser um estímulo para o prazer de coleccionar fotografia.

O projecto da Lab.65 assume como traço relevante o tratar-se de uma colecção exclusiva de fotografia de alguns dos mais talentosos fotógrafos nacionais. Por outro lado, distingue-se de outras estruturas semelhantes pela oferta de edições muito alargadas, por um baixo custo, permitindo assim que a fotografia possa circular fora dos circuitos habituais de coleccionadores. 

A Lab.65 tem a ousadia de apostar no que de melhor se faz em fotografia no nosso país por forma a impulsionar o interesse do público em geral pela arte/fotografia nacional e com a consequente projecção dos fotógrafos envolvidos. 

A constituição de uma colecção de fotografia exemplar e única no mercado português, é portanto motivo de distinção. Podemos, no entanto, notar a relação com outras disciplinas das artes e as suas ténues fronteiras em trabalhos que relacionam géneros da pintura com a fotografia, que cruzam modos de ver possíveis de referenciar as mais amplas dinâmicas de outros campos artísticos, desde a escultura ao cinema, e o mesmo se pode dizer de alguns dos artistas escolhidos, cuja obra se estende para lá da fotografia.

O momento expositivo trás a público nomes como Alexandre Delmar, Ana Luandina, Ângela M. Ferreira, Carlos Cézanne, Hugo Olim, Inês d’Orey, João Leal, João Margalha, João Carlos Nascimento, Juao Coração, Manuel Luís Cochofel, Marcus Garcia Moreira, Margarida Paiva, Miguel Fukotomi, Miguel Meira, Paula Abreu, Paulo Pimenta, Pedro Guimarães, Pedro Magalhães, Rita Castro Neves, Rui Pinheiro e Teresa Sá. 

Paisagens, momentos, memórias, documentos, encenações, são alguns dos elementos e conceitos que correspondem a linguagens diversas, consoante os autores, e que percebemos nas imagens escolhidas. Da natureza ao urbano, do acaso à construção, da poética conceptual à poética do registo e da técnica em si, da experimentação à manipulação, são alguns dos temas com que podemos debater e questionar as fotografias apresentadas enriquecendo o ver e o conhecer com que se faz e se descobre a arte.

O contributo da Lab.65 vem assim reforçar o sentido crítico e estético de todos os que sentem o apelo da arte e o interesse específico pela fotografia. O lançamento da primeira colecção portuguesa de fotografia proposta pela Lab.65 pode ser adquirida no website www.lab65.com. Um importante passo para a democratização da fotografia com a entrada do digital que avança desde a criação, ao uso até à aquisição, abrindo-se assim portas à sua valorização artística na era da reprodutibilidade técnica esta exposição é a primeira de outras que virão a concretizar-se. 

 

 

Deixe um Comentário

*