Discurso direto
“Londres reencontrada”
Por Alberto de Lacerda

O passeio do outro lado da rua
Gente
Que não conhecerei nunca
Ninguém mais nesta mesa
De um café milenário —
Raras vezes
Terei estado menos só
A nave espacial chamada terra
Singra comigo tarde adiante
Tudo volve milenário
As pedras da rua
O cimento gasto do passeio
As recordações

Alberto Correia de Lacerda nasceu em Moçambique em 1946. Trabalhou em Londres como locutor e jornalista da BBC, efectuando um notável trabalho de divulgação de poetas como Camões, Pessoa e Sena e leccionou poética nos EUA nas Universidades de Austin, Columbia e Boston. Estreou-se em Portugal com uma série de poemas públicos na revista Portucale e foi um dos fundadores da revista de poesia Távola Redonda. Os seus poemas foram traduzidos para, de entre outras línguas, inglês, castelhano, alemão e holandês. É descrito como possuidor de uma linguagem pouco adjectivada mas rica em imagística, reveladora de um mundo misterioso oculto na vulgaridade das coisas. Apesar do número relativamente pequeno de obras publicadas Lacerda deixou um espólio vasto e de grande importância. Faleceu em Londres a 26 de Agosto de 2007.

Deixe um Comentário

*