Exposição
Prémio PhotoEspaña OjodePez de valores humanos 2010
Uma selecção das reportagens fotográficas premiadas

A FNAC volta a associar-se ao Prémio PHotoEspaña OjodePez de Valores Humanos e apresenta, nos seus espaços, uma selecção das reportagens fotográficas premiadas. A edição deste ano galardoou o fotógrafo italiano Giuseppe Moccia com o trabalho O rapaz das quartas-feiras, um ensaio fotográfico que acompanha o dia-a-dia de Christopher, um jovem americano de 18 anos com Síndrome de Down. Integrado num programa profissional, Christopher trabalha, todas as quartas-feiras, num restaurante de comida rápida. No resto dos dias, ouve hip-hop e vê-se obrigado a lidar com a separação dos pais e com a sua própria sexualidade.

Os fotógrafos finalistas, que também estarão expostos nos Fóruns FNAC, são Alessandro Imbriaco com uma reportagem sobre uma antiga fábrica nos arredores de Roma cujas instalações dão guarida a 90 romenos; Alexa Brunet com um trabalho sobre habitações improvisadas onde vivem pessoas que abdicaram da cidade em favor da natureza no seu estado mais puro; Álvaro Laiz García com uma investigação em torno de um grupo de vítimas do grupo armado rebelde – Exército de Resistência do Senhor (LRA) – que sequestrou, assassinou, torturou e violou centenas de pessoas, em países do centro de África, ao longo dos últimos 25 anos; David Rengel com uma série de fotografias que testemunha o alento trazido por livros de memórias, escritos por mães com HIV para os seus filhos; Jackie Dewe Mathews com um estudo sobre mulheres, naturais do Quirguistão, que são raptadas e obrigadas a casar com homens que não escolheram ou que nem sequer conhecem; Marco Di Lauro com um documentário sobre o trabalho desenvolvido pela MERT – Medical Emergency Response Team; e Munem Wasif que aborda a religião islâmica através do ponto de vista de um muçulmano, ele próprio.

 

Deixe um Comentário

1 Comentários
  • a pasrltea falando sobre o paralelo que traco entre o livro impresso e o surgimento da internet, o que proporcionou a chegada das diversas redes que conhecemos hoje em dia. Peco desculpas a

*