Novos Talentos FNAC Música 2002
Sally Lune
Sally Lune

Embora assumindo a influência do grunge e do brit pop, os Sally Lune (Zé Paulo, Tiago Silva, Pedro Rocha, Garcêz) fogem ao determinismo depressivo e cultivam a máxima “In the end everythink is gonna be ok. And if it’s not ok, then it’s not the end”. Em ingles, como as suas letras, que reflectem “a sonoridade das bandas que escolhemos para crescer connosco”.

Quatro rapazes inconformistas exibem a sua atitude perante a sociedade moderna numa sonoridade poderosa, sem concessões ao refrão orelhudo. Os Sally Lune dizem o que pensam, fazem-no com garra e convicção e não hesitam em saltar da alegria para a escuridão no espaço de um música. Stereo Jukebox fala da vida real, numa viagem às emoções guardadas de cada um. E depois do som duro e das ideias cortantes, também sentimos que “no final tudo fica bem, tem sempre de ficar bem”.