Exposição
Serge Gainsbourg
Tony Frank

Apesar de já se terem cruzado em festas e salas de espetáculos, foi em 1968 que, a propósito de um convite da editora Philips, Tony Frank fotografou, pela primeira vez, Serge Gainsbourg (1928 – 1991), um dos artistas mais notáveis e polémicos de então.

Esse momento marcou o início de uma longa relação de confiança e de amizade entre ambos, durante a qual Tony Frank, um melómano apaixonado pelos tempos áureos do jazz, dos blues e do rock ‘n’ roll, tem a possibilidade de fotografar o músico e a sua família em variadíssimos momentos e locais.

Esta exposição, representação do talento incontestável de Tony Frank, pretende ser uma espécie de álbum de família em que os admiradores de Gainsbourg têm a oportunidade de assistir a episódios íntimos do quotidiano do músico: a relação afetuosa com a mulher Jane Birkin e a filha Charlotte, os momentos em palco e com os seus músicos, os pormenores exóticos de sua casa, a colaboração com o cantor e ator Eddy Mitchell e a fragilidade do seu ego em contraponto com as cenas de forte tensão sexual com a modelo Bambou, sua companheira durante os anos oitenta.  

 TONY FRANK

Nasce em 1945 e, ao longo da sua carreira, fotografa artistas franceses e internacionais. Nos anos sessenta, integra a equipa da publicação Salut les Copains. É responsável por inúmeras capas de discos como, a título de exemplo, a conhecida fotografia de Jane Birkin para o álbum Histoire de Melody.

Nelson e os seus trabalhos foram publicados em revistas como a Paris Match e a VSD. Em 2001, torna-se fotógrafo independente.

Deixe um Comentário

*